quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Como lidar com os outros


Os caras acham lindo uma mulher malhada, bem cuidada, com um corpo de verão em qualquer uma das estações do ano. Mas reclamam da nossa ''frescura'' de viver na academia, de nos privarmos de coisas que gostamos, de sermos escravas da beleza. Mas a grande pergunta é: eles preferem que tipo de mulher? E por favor, responda a essa pergunta sem hipocrisia. Digo isso porque sofri e sofro na pele por ter um corpo que foge aos padrões de beleza vigentes em nossa sociedade. É muito triste saber que quem opta por ter um corpo diferente sofre bastante, sendo tachado de preguiçoso, de desleixado. Ora, por que ser gordo é ser desleixado? Parece difícil acreditar que alguém tenha escolhido ser gordo, e olhe, dificilmente foi escolha. Mas se a pessoa se sente bem assim, quem sou eu pra falar alguma coisa? Eu faço o que eu posso, e o que eu posso fazer é por mim. Lógico que posso incentivar outras pessoas, como eu venho fazendo. Mas assim, se a pessoa não quiser, eu vou fazer o que? Pegar pela mão e levar pra academia? Nem rola, né. Eu vejo textos lindíssimos de caras falando que preferem aquela menina que senta num restaurante e pede sua comida sem contar as calorias, que come carbo, que toma cervejinha. Po, acho massa também, e não vou mentir, eu sou assim também porque ainda não entrei totalmente de cabeça na onda da mudança de hábitos, mas é algo que tenho em mente. Mas se a menina quer chegar e comer uma salada, deixe! Só porque você não tem a força de vontade dela de chegar numa churrascaria e pedir uma porção de saladas, não a julgue nem a xingue. Você gostaria de conseguir fazer isso. De trocar sua cerveja por uma água ou um suco sem açúcar. Não to dizendo que sua vida precisa ser sem graça, cheia de regras e privações. Mas saiba fazer escolhas pra que seu corpo não pague o pato depois. É muito fácil na hora da diversão se empanturrar de coxinhas, brigadeiros, cerveja... Mas você está disposto a correr numa esteira, a malhar pra perder tudo o que você ganhou depois? É, talvez não. Por isso que eu acho assim, se você tá de bem com seu corpo, ÓTIMO! De verdade, não tem nada melhor do que alguém com amor próprio e auto estima elevada. Mas se você acha que pode melhorar, não abaixe a cabeça ou pense que vai ser difícil. Sim, vai ser, mas não impossível, e quando chegam os resultados, quando a mudança é nítida, você vai se agradecer imensamente por sua escolha. Lembre-se: não precisa ser radical. Nenhum radicalismo nos leva a coisas boas. Mas saiba equilibrar as coisas na sua vida. Quando você, homem, olhar pra uma garota fitness, antes de pensar apenas em NOSSA QUE GOSTOSA, ou QUE BUNDA LINDA, pense no esforço dela e se VOCÊ estaria disposto a abrir mão de tantas coisas pra isso. Se você saberia lidar com uma mulher dessa.
Bem, talvez eu tenha perdido o foco, nem sei. Mas às vezes eu fico meio revoltada com essas coisas. Acho que o que torna as pessoas tão interessantes são as diferenças entre elas, então vamos aceitar todo corpo, todo pensamento, toda opção. Não cabe a mim ou a você julgar ninguém, principalmente por suas escolhas. Foque em você, dê o seu melhor, e quem vier junto tá no lucro. Só não seja hipócrita hahaha
terça-feira, 20 de agosto de 2013

Como ajudar quem não quer ajuda?


Bom, meninas, hoje eu fiquei muito triste. Minha mãe mede cerca de 1,55 e pesa uns 90 kg. Eu to cada dia mais preocupada com a saúde dela, porque ela já fez plástica no abdomen, o que não permite que a barriga dela fique grandona, sabe? Mas fica esticada e dá a impressão de que ela tá sufocando, é horrível. Sem contar que o sobrepeso tá fazendo ela roncar horrores, ela tá com aquelas manchinhas nos pés/pernas por má circulação etc. Eu insisto com ela pra fazer academia, hidro, caminhadas, o que for. Mas ela sempre vem com uma desculpinha na ponta da língua: eu trabalho o dia todo, to muito cansada, eu sustento essa casa, sou só uma pra tudo............... Eu poderia passar o dia listando desculpas. Eu sinceramente não sei mais o que fazer. Ela fala que quer emagrecer, que sente vergonha do seu peso, que não fica bem nas roupas, que todo mundo comenta pelas costas, mas ELA é a primeira a colocar barreiras, ELA é a primeira a se sabotar. Hoje eu enchi o saco dela pra fazer o segundo dia do treino Focus T25 comigo e nos 2 primeiros minutos ela tava morrendo. Eu fiquei muito feliz por ver que mesmo morrendo, ela tava insistindo. Mas ai, do nada ela saía pra ouvir o jogo no rádio, ela parava os exercícios e saia pra fazer outra coisa, ela fazia errado porque não prestava atenção no que tava fazendo... Nossa, eu fico muito chateada com isso, porque eu quero MUITO ver minha mãe saudável e de volta à ativa. Mas como eu faço pra puxá-la comigo? Eu compro coisas pra academia, roupa, tênis, suplemento, malho todos os dias com o MEU dinheiro, acordo cedo mesmo com sono, mesmo com dor. Poxa, quer mais motivação que isso? Nego comidas que amo por ter ainda mais amor ao meu corpo. Eu to meditando sobre o que fazer. Não quero que ela continue o treino comigo se for pra ficar parando, porque me desestimula e me desconcentra. E agora? Que dilema. Enfim, só queria compartilhar isso com vocês, porque imagino que muita gente passa por isso também.

É parte da cura o desejo de ser curado, mas isso está longe de bastar.


Buenas nocheeeees, chicas.
Hoje completou "um mês" que dei início à mudança dos meus hábitos, coloquei >um mês< entre aspas porque não frequentei tanto a academia como eu gostaria de ter o feito, pois por motivos maiores (e por outros motivos os quais não deveriam existir, vulgo preguiça e acomodação) eu não me alimentei de forma muito saudável e não me exercitei da maneira que eu havia programado para essa nova fase de minha vida.
Masssssssssssssssssss, apesar dos pesares, EU estou ciente de que preciso mudar, EU vou mudar e EU quero muito isso, pois cansei de esperar ser emagrecida ao invés de procurar emagrecer. Sei que muita gente também age dessa forma, anseia por um corpo definido e magro, mas não deixa de comer aquela deliciosa batatinha frita, aquele belo sanduíche ensopado de gordura etc. Então vamos mudar esse pensamento porque ele é apenas um atraso de vida e de sua boa forma.


Frequento academia há um mês, faço musculação e muay thai e comecei a comer salada e frutas há uma semana, todos os dias. Demorei um pouco pra mudar, né? Tenho 20 anos na cara e nunca tive o hábito de comer salada, confesso que foi um dois maiores erros que eu cometi até agora, porque salada é uma delíciaaaaaaaaaaa e estou me sentindo bem mais disposta desde que mudei minha alimentação.
Enfim, to com tanto sono que não sei ao certo o que estou escrevendo, mas depois eu revejo meu post e faço algumas alterações.

Um beijo,
Maria.

Focus T25


Entããão, meus queridos leitores inexistentes.
Ontem, dia 19/08, resolvi iniciar o treino Focus, doando 30 minutinhos do meu dia a ele. Confesso que estou moída, mortinha mesmo, cheia de dores e nem fui à academia hoje por dores horríveis na panturrilha, MAS PORÉM CONTUDO TODAVIA, amanhã eu vou sim. Hoje fiz o Speed 1.0 e foi muito mais light que o Cardio da segunda feira. Amanhã é dia de Total Body Circuit, pelo nome, já posso presumi o que me aguarda. Oh, céus! Enfim, o que importa é que eu estou focada em meu objetivo, e apesar de não estar caprichando na alimentação, estou suplementando direitinho, tendo meu sono anabólico lindo e malhando bastante. Então, comecei essa bagaça com, arredondando, 67 kg. Ao fim dos dois meses, me peso novamente e vamos ver no que vai dar. Alguém se arrisca a entrar nessa junto comigo?
Uhul.
Lorena
sexta-feira, 16 de agosto de 2013

I could be the on to set ME free


É, eu precisava voltar à ativa, faz tempo que não escrevo e eu não quero entrar enferrujada na faculdade :'( Pois bem, o que falarei hoje é um pouco diferente do que sempre falo UHAHUAHUHU Nada de teor sentimental. HOJE É DIA DE MALHAR, BB. Sim, isso mesmo, caro telespec, dia de malhar. Como vocês não sabem, eu perdi belos 11 kg do ano passado pra cá. Ok, parece ser muito mas NÃO É! Minha meta é chegar aos 55. Mas, pra isso, estou dando um passo de cada vez, e vou ficar mais do que satisfeita se conseguir chegar aos 60. Eu sei que eu consigo, eu já provei isso pra mim mesma uma vez. Entrar nos grupos de malhação do Facebook me ajudou demais, porque eu vejo que não estou sozinha nessa, e que tanta gente consegue, então por que comigo seria diferente? Por isso eu POSSO e eu SEREI a pessoa que vai me libertar desse corpo, porque mente e corpo precisam funcionar em conjunto, e minha mente funciona sozinha :C Na quarta feira, dia 14/08/13, comecei a tomar Ripped Fast e Therma way (horrível). Senti uma vontade enorme de dançar e de pedalar eternamente HUAHUAHUA Todos os dias eu faço 20 min de esteira e 10 de bike, intercalados com minha série de musculação. Eu finalmente decidi olhar pra mim com outros olhos, sabe? Não são mais olhos de piedade pela minha condição. São olhos de orgulho por ter conseguido isso sozinha, olhos de apoio pra que eu não desista dessa minha mudança no meio do caminho. Sei lá, parece que perder alguns quilos fez as outras pessoas me olharem com outros olhos, também, porque eu passei a me AMAR, e quando a gente se ama, de verdade, todo mundo sente isso, porque a gente parece ter nascido pra viver naquele corpo, o que não acontecia antes. Eu achava que tava no corpo errado, isso é muito triste e desmotivador. Mas, sem mais delongas, é isso. Entrei na academia, to tomando meus suplementinhos, to tentando controlar minha alimentação... Resumindo, to tentando fazer tudo diferente agora. Tirando minha fome que anda meio descontrolada (eu como a hora toda e sempre to com fome), tá tudo correndo bem. Logo mais terei mais notícias sobre essa caminhada exaustiva mas glorificante.
Lorena

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Blogger templates

Perfil das autoras.

Carmenice Lorena Xavier Leão, 19 anos, 1,61cm, pesando 66kg, futura publicitária.
Maria Eulália Lins Xavier, 20 anos, 1,70cm, pesando 63kg, futura fotógrafa.

Blogroll